Foram apreendidas diversas armas e munições pelo Núcleo de Armas e Explosivos da PSP, no Funchal, no âmbito de diligências efetuadas no rescaldo dos incêndios na Madeira, na casa de um cidadão falecido há 11 anos.

Veja também: Funchal mantém ativo Plano de Emergência Municipal

Este material estava depositado “ilicitamente na garagem de uma residência”, por não estar registado, e “armazenado sem as mínimas condições de segurança e de acondicionamento”, lê-se no comunicado da Polícia de Segurança Pública. 

Da lista do material apreendido constam três espingardas da classe D, duas armas da classe C (sendo uma de calibre 44 e a outra de calibre 22), outras duas armas de fogo obsoletas, um revólver de alarme, quatro boxers (soqueiras), uma arma de fogo dissimulada em forma de caneta e três canos de armas de fogo longas.

Foram recolhidos ainda 35 quilos de munições da classe D de vários calibres e marcas, cinco quilos de fulminantes (cápsulas metálicas que encerram a escorva das armas de fogo), entre outros.

O concelho do Funchal foi o mais afetado pelos incêndios que esta semana atingiram a ilha da Madeira. Neste município, o fogo deflagrou na segunda-feira em zona de serra e chegou a estar no centro da cidade. Esta sexta-feira, permanecia ativo um fogo de incêndio no concelho da Calheta.