A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai mobilizar perto de 300 militares para a operação Boas Vindas, que estará nas estradas a 2 e 3 de agosto, para fiscalização e apoio aos emigrantes e turistas que visitam Portugal utilizando as fronteiras terrestres.

«As ações de fiscalização irão incidir especialmente na condução sob o efeito do álcool, no excesso de velocidade, na não utilização do cinto de segurança e dos sistemas de retenção para crianças, no mau estado dos pneus e na falta de habilitação legal para o exercício da condução», explicou a GNR, em informações à agência Lusa.

A operação vai decorrer nas vias rodoviárias que cruzam as fronteiras, nomeadamente em Vilar Formoso, Caia, Castro Marim, Valença, Vila Verde da Raia e Quintanilha.

«Estes locais constituem-se como os mais indicados para prestar apoio e facultar informações de segurança a estes utentes», sublinhou a GNR.

Segundo a Guarda, a operação decorre a 2 e 3 de agosto, por serem os dias em que se prevê um maior número de entradas em território nacional.

A GNR acrescentou que nesse fim-de-semana «serão distribuídos pelos automobilistas folhetos com conselhos sobre segurança rodoviária e prevenção da sinistralidade».

A operação Boas Vindas decorre em colaboração com a Estradas de Portugal e a Associação CAP MAGELLAN.