Quatro mulheres, avó e três netas, foram hoje transportadas para o Hospital de Vila Real com sintomas de intoxicação com monóxido de carbono, que terá tido origem numa braseira, disse fonte dos bombeiros da Cruz Branca local.

Orlando Matos afirmou à agência Lusa que as quatro mulheres foram assistidas na aldeia de Vilarinho da Samardã pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), cujos técnicos decidiram encaminhar as vítimas para o hospital por precaução e para a realização de exames complementares.

No entanto, segundo o comandante, as vítimas, de 07, 11, 19 e 62 anos, estavam conscientes e não apresentavam sintomas graves.

Segundo Orlando Matos, o alerta foi dado pelas 21:30 por uma das netas, que se sentiu mal e com sintomas de vómitos.

O responsável referiu que o monóxido de carbono deverá ter sido libertado por uma braseira e que a casa foi, entretanto, ventilada pelos vizinhos.

No local estiveram, para além da VMER, três ambulâncias das duas corporações de Vila Real, a Cruz Branca e a Cruz Verde, assim como a GNR.