Um incêndio que lavra desde as 12:30 em Vacaria, no concelho de Penalva do Castelo, já consumiu alguns anexos desabitados mas a intervenção dos 200 bombeiros e meios aéreos conseguiu evitar que as chamas se aproximassem de habitações, informaram os bombeiros.

«Com a intervenção dos meios aéreos conseguimos evitar que as chamas se aproximassem de habitações, mas as chamas destruíram alguns anexos que se encontravam desabitados», disse à agência Lusa o Segundo Comandante Distrital de Operações de Socorro de Viseu, Henrique Pereira.

O fogo deflagrou às 12:30 de hoje entre as localidades de Vacaria e Vila Longa e estava, às 14:45 a ser combatido com duas centenas de operacionais, apoiados por 47 viaturas e sete meios aéreos, nomeadamente quatro aviões de combate a incêndios, dois helicópteros pesados e um ligeiro, informou o mesmo responsável.

No local estão corporações de Viseu, Coimbra, Leiria, Lisboa e Santarém. Segundo Henrique Pereira, «há a informação que vem a caminho mais um grupo de seis homens que se encontravam no incêndio de Sernancelhe», que lavrava desde segunda-feira e que foi dominado às 11:00 de hoje.

O «vento forte» e as características do terreno «com muitas pedras e um declive muito acentuado» são, segundo Henrique Pereira, «as principais dificuldades para se conseguir dominar a situação».