"No futuro próximo, o encontro de fontes alternativas de financiamento, que já é importante, vai ganhar mais peso nas nossas difíceis condições financeiras e, na interação com o tecido económico, o modelo fundacional é um modelo mais vantajoso, mais protegido e que leva potenciais financiadores a sentirem mais confiança porque está mais protegido de eventuais intervenções do Estado, que normalmente os privados não vêm com bons olhos"