As buscas para encontrar dois desaparecidos da embarcação naufragada na sexta-feira, próximo da Figueira da Foz, reabriram às 07:48 deste domingo, de acordo com a informação disponível na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

A embarcação, com 15 metros, naufragou na sexta-feira ao fim da tarde à saída da barra da Figueira da Foz, tendo sido resgatados com vida cinco tripulantes.

O corpo de um dos três desaparecidos no naufrágio da embarcação ¿Jesus dos Navegantes¿ foi recuperado no sábado pelo helicóptero da Força Aérea, e o ferido mais grave morreu, cerca das 13:00, nos Hospitais da Universidade de Coimbra.

A embarcação está próxima do local onde naufragou, 200 metros a sul da saída da barra, a cerca de 11 metros de profundidade, disse à agência Lusa o comandante do porto da Figueira da Foz, Rui Amado.

Este responsável indicou, ainda, que ao longo do dia de sábado foram encontrados a oeste do Cabo Mondego (a norte da zona do naufrágio), o ¿casario da embarcação¿ (parte de cima), extintores, sacos de roupa, sacos de comida, entre outros destroços.

Sobre o dispositivo das buscas, disse que no mar esteve um salva-vidas da Marinha (Instituto de Socorros a Náufragos), um helicóptero da Força Aérea Portuguesa, que localizou e resgatou o corpo e localizou o casco do navio, e a corveta Baptista de Andrade (com uma tripulação de 70 homens).

Em terra, estiveram meios da Polícia Marítima, dos bombeiros municipais da Figueira da Foz e da Cruz Vermelha Portuguesa.

Dos cinco homens da embarcação naufragada que foram resgatados na sexta-feira com vida, o ferido mais grave morreu ao início da tarde de sábado nos Hospitais da Universidade de Coimbra, e os restantes quatro tiveram alta e regressaram a casa, relata a Lusa.