Os restos de um cavalo, incluindo a cabeça, patas e vísceras, foram encontrados num contentor de lixo em Matas do Louriçal, Figueira da Foz, disse esta sexta-feira fonte da GNR, que fala em eventual crime de ameaça à saúde pública.

A denúncia para a presença dos restos do animal no lixo naquela localidade, situada na fronteira das freguesias de Marinha das Ondas (Figueira da Foz) e Louriçal (Pombal), foi feita, «via telemóvel», ao posto da GNR da localidade de Paião por um popular, no dia 07, tendo os militares que se deslocaram ao local comunicado o caso ao veterinário municipal da Figueira da Foz.

«Foi verificado que estavam no lixo a cabeça, vísceras e patas do animal. Mas não se conseguiu adiantar mais, porque só a partir deste ano é que é obrigatório o registo de cavalos», disse à agência Lusa fonte das relações públicas da GNR de Coimbra.

De acordo com a mesma fonte, foi levantado um auto por eventual crime de ameaça à saúde pública «contra desconhecidos», mas as autoridades desconhecem o que levou à deposição dos restos do animal no lixo.

«Supõe-se que foi um abate ilegal, mas não se sabe se para autoconsumo [da carne], se por causa de outra situação qualquer», adiantou.

Os restos do animal foram recolhidos pelos serviços do município para serem incinerados.