O mau tempo atrasou esta sexta-feira a montagem das esculturas do festival do chocolate de Óbidos, mas proporcionou aos visitantes verem como se colocam as peças que pesam ao todo 3800 quilos de chocolate, noticia a agência a Lusa.

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos abriu quinta-feira ao público e encerra a 15 de Março mas devido ao vento, a tenda que alberga as esculturas de vários metros de altura, teve que ser reforçada, o que atrasou a montagem.

As esculturas são um dos locais que mais atrai os visitantes e à tarde a tenda encheu-se de pessoas que não resistiram a fotografar as peças artísticas.

Amor de cacao

As esculturas contam várias histórias de amor desde Pedro e Inês, Romeu e Julieta, a Bela e o Monstro, o Corcunda de Notre Dame e mostram ainda as miragens do D. Quixote e o romance a bordo do Titanic.

«As peças têm crescido em criatividade e dimensão mas o tempo para as fazermos é o mesmo e acabamos por ter dificuldade na sua montagem», disse Vítor Nunes, director artístico do festival.

As peças foram construídas durante os últimos seis meses pelos alunos do Centro de Formação Profissional para o Sector Alimentar da Pontinha, têm até cinco metros de altura e obrigou a um gasto de 3800 quilos de chocolate.

Tratamentos faciais

Um espaço dedicado ao chocolate molecular, com a apresentação de três especialidades, cocktail molecular, bombons «crepitantes» e gelado azeteca, e um outro de massagens (chocolaterapia) são duas das novidades da edição desde ano do festival de Óbidos.

A responsável pela organização do festival, Carla Pinho, explicou à Lusa que «o chocolate molecular não é mais do que aplicarmos algumas técnicas científicas à cozinha».

No caso do cocktail molecular, que é servido aos visitantes, é feito num tubo de ensaio com três camadas (chocolate, ginja e ouro comestível) que depois de misturado é bebido.

A outra novidade é um gabinete de estética onde se podem fazer tratamentos faciais e massagens com chocolaterapia.

Durante o evento decorrem ainda três concursos: um internacional de receitas de chocolate, o de chocolatier do ano e outro de montras de chocolate.