A Câmara de Lisboa contratou um fotógrafo por 72 mil euros, por ajuste direto, de acordo com o contrato publicado quarta-feira no portal da contratação pública.

Luís Filipe Catarino, que foi o fotógrafo oficial do anterior Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e que já tinha trabalhado com a autarquia lisboeta, foi contratado "para acompanhar as atividades da presidência da edilidade lisboeta, em eventos específicos e descritos no contrato".

O contrato, com data de 30 de novembro de 2017, é válido por 570 dias e terá um custo de 71.923 euros mais IVA, distribuídos por cerca de 19 meses, com um valor mensal de 3752,50 euros mais IVA.

Sete eventos "concretos e específicos" estão determinados no contrato de Luís Filipe Catarino - a saber, espetáculo de fim de ano 2017/2018 (dezembro), Festival Eurovisão da Canção (maio), ModaLisboa (maio e outubro), Volvo Ocean Race, Volta a Portugal em bicicleta (agosto) e Lisboa Capital Europeia do Desporto 2021 - mas, em comunicado, o município garante que "o fotógrafo em causa não se limita a fotografar apenas sete eventos, antes acompanha diariamente as atividades da presidência do município, para lá de outros serviços para as publicações da CML".

A autarquia reagia, assim, à notícia de o jornal online O Corvo, dedicado à cidade de Lisboa, que escreveu que o presidente Fernando Medina contrato Luís Filipe Catarino para fotografá-lo apenas em sete eventos.

Em comunicado enviado à TVI, a Câmara de Lisboa sublinha, ainda, que "os serviços de fotografia que acompanham a presidência de um órgão público são uma prática comum em Portugal e em todo o mundo".