Uma equipa da polícia de Espanha vai estar em Lisboa a partir de quarta-feira para ajudar a polícia portuguesa na relação com os turistas espanhóis que visitam Lisboa no período da Páscoa, informou esta terça-feira a PSP.

A equipa do Corpo Nacional de Policia (CNP) estará em Lisboa entre 01 e 05 de abril para patrulhar as zonas turísticas em viaturas policiais caraterizadas da polícia espanhola, acompanhadas permanentemente por equipas e viaturas da PSP.

«O destacamento policial espanhol terá especificamente como missão auxiliar o contacto entre os polícias portugueses e os cidadãos espanhóis que visitam Portugal nesta altura do ano, apoiando o cumprimento da missão da PSP», realça, numa nota, a polícia portuguesa.

A PSP destaca que esta parceria entre as duas polícias decorre desde 2012, ao abrigo do programa «Comissarias Europeias».

Por outro lado, dois agentes da PSP integram atualmente patrulhas da polícia espanhola da esquadra de Torremolinos-Benalmádena (Málaga, Andaluzia) para lidar com os estudantes portugueses que se deslocam a estas localidades nesta época.

Os agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) têm estado na Andaluzia desde 20 de março, uniformizados e em viatura policial própria, informou a polícia espanhola no domingo.

Integrada no projeto «Esquadras Europeias», a iniciativa das polícias espanhola (Polícia Nacional), portuguesa (PSP) e francesa (Police Nationale) visa um trabalho conjunto para reforçar a atenção ao turista em pontos turísticos chave.

Três agentes franceses (que também falam castelhano) vão também prestar serviço na esquadra do Centro de Madrid até 06 de abril, período em que as ruas da capital espanhola se enchem de turistas.

Em Portugal, os hoteleiros da Costa do Estoril, no qual se incluem operadores de Cascais, Oeiras, Sintra e Mafra, e os da região de Lisboa já afirmaram estarem otimistas em relação à procura turística na Páscoa deste ano.

A maior parte dos turistas que procuram ficar nesta zona do país provêm de Espanha, França e Alemanha, mas também se regista um número significativo de turistas dos Estados Unidos, Bélgica, Finlândia e Holanda.