A Federação Montanhismo de Portugal reúne-se esta sexta-feira com a Proteção Civil para saber da viabilidade de enviar montanheiros experientes numa «derradeira tentativa» de encontrar o português João Marinho, desaparecido nos Picos da Europa (Espanha) há duas semanas.

Segundo avançou à agência Lusa Carlos Teixeira, vice-presidente da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP), aquele organismo responde assim a «um apelo da família de João Marinho», estando previsto que partam sábado para os Picos da Europa «alguns experimentados montanheiros» portugueses, que se voluntariaram «numa derradeira tentativa para encontrar o João».

«Hoje, a Federação vai reunir-se à tarde com responsáveis da Proteção Civil [portuguesa] para saber em que medida nos podemos integrar ou ajustar a um eventual dispositivo que esteja no terreno», explicou Carlos Teixeira à Lusa, adiantando saber que a família de João Marinho está a ser acompanhada «por uma presença residual» da Guardia Civil no terreno.

De acordo com Carlos Teixeira, sábado vão partir para os Picos da Europa quatro montanheiros, para se juntarem a dois que já se encontram no local, e no domingo partem outros dois.

A Guardia Civil de Espanha, que contou com o apoio de equipas de resgate da GNR, deu quinta-feira por encerradas as operações de busca pelo montanhista desaparecido, após o agravamento das condições meteorológicas.

Em comunicado, a Guardia Civil espanhola informa que às «18:00 de quinta-feira deu por finalizada a busca do montanhista desaparecido», após o agravamento das condições meteorológicas.

Numa nota enviada à agência Lusa, a GNR explica que nos últimos dias as condições do terreno e do estado do tempo agravaram-se de forma significativa, tendo condicionado o trabalho das equipas de resgate da Guarda Nacional Republicana e da Guardia Civil.

Carlos Teixeira adiantou ainda à Lusa que os montanheiros vão ter o apoio de um meteorologista, que irá manter-se em contato por telefone satélite, para que nada aconteça aos voluntários que vão tentar encontrar João Marinho.

De acordo com Carlos Teixeira , o meteorologista prevê um agravamento do estado do tempo, com uma depressão acentuada, para a próxima quarta-feira, pelo que a «janela de oportunidade é muito curta» .