A partir de quarta-feira,  todas as farmácias e revendedores online a operar legalmente na União Europeia devem utilizar um logótipo comum a atestar a autenticidade e segurança dos medicamentos vendidos na Internet.

Esta disposição que entra agora em vigor está prevista num regulamento adotado há cerca de um ano pela Comissão Europeia, no quadro da legislação comunitária contra medicamentos falsificados, recorda hoje o executivo comunitário.

O executivo comunitário explica, segundo a Lusa, que um cidadão que pretenda comprar medicamentos na Internet deve procurar o logótipo, e, clicando sobre o mesmo, é dirigido à pagina de internet da autoridade nacional de regulação, que fornece uma lista de todas as farmácias e retalhistas legais de medicamentos no Estado-membro em questão.

A Comissão Europeia recorda que geralmente os medicamentos falsificados são não só ineficazes, como podem ser nocivos e até mesmo mortais.