As farmácias reportaram quase cinco milhões de falhas de medicamentos, só no mês passado. 

Segundo dados da Associação Nacional de Farmácias, o fármaco que esteve mais vezes em falta foi o "Olcadil". No total, em abril, houve uma rutura de stock de quase 125 mil embalagens deste medicamento. Na lista de fármacos em falta seguem-se o antibiótico Clavamox, Ilvico e Zitromax.

De acordo com o JN, em causa está a degradação de todo o circuito do medicamento, com farmácias e grossistas a fazerem uma gestão cada vez mais cuidada do stock.

Esta terça-feira, o  Infarmed suspendeu o fármaco injetável Cefazolina Hikam IV, um antibacteriano usado geralmente em pós-operatório, após ter recebido duas notificações de suspeitas de choque anafilático associadas àquele medicamento.