O paraquedista internado na quinta-feira depois de ter ficado inconsciente no decorrer de uma prova apresenta um "quadro clínico com prognóstico muito favorável", divulgou esta sexta-feira o Exército.

O militar apresenta um "quadro clínico com prognóstico muito favorável, tendo em consideração a melhoria de todos os parâmetros analíticos e clínicos", segundo o comunicado do Exército.

O paraquedista continua na Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente do Centro Hospitalar Médio Tejo, "esperando-se a normalização do seu estado clínico nos próximos dias".

O militar foi internado na quinta-feira depois de ter ficado inconsciente quando faltavam dois quilómetros para terminar uma prova de marcha de 30 quilómetros, cerca das 12:15.

O chefe do Estado-Maior do Exército anunciou a abertura de averiguações às circunstâncias em que ocorreu o incidente, no último de três dias das provas de acesso ao Curso de Auxiliar de Percursor.