Mais de 200 mil alunos realizam esta semana as provas finais do 4.º e 6.º ano, que contam 30% para a nota final, começando esta segunda-feira com a prova de Português para os estudantes do 1.º ciclo.

As provas a realizar pelos alunos do 1.º e 2.º ciclo vão decorrer em 1.100 e 1.133 escolas, respetivamente, num processo que envolve a vigilância de cerca de 10 mil professores, segundo o Ministério da Educação e Ciência (MEC).

A realização destas provas faz com que, em muitas escolas, vários alunos fiquem sem aulas durante quatro dias.

O calendário dos exames inicia-se hoje, com a prova de Português do 4.º ano, seguindo-se na terça-feira a do 6.º ano.

Quarta-feira e quinta-feira, realizam-se as provas finais de Matemática do 4.º ano e do 6.º ano, respetivamente.

Fazem as provas cerca de 103.000 alunos do 4.º ano e 114.000 alunos do 6.º ano, com os resultados a serem afixados a 16 de junho.

As provas finais são entendidas pelo Ministério da Educação como instrumentos que permitem verificar quais os conhecimentos consolidados durante os dois primeiros ciclos da escolaridade obrigatória, revelando ao mesmo tempo as matérias em que os alunos têm mais dificuldades.