Um grupo de jovens tentou  esta quinta-feira invadir a esquadra da PSP de Alfragide, no concelho da Amadora, na sequência da detenção de um jovem que atirou uma pedra contra uma carrinha policial, segundo fonte das forças de segurança.

O subcomissário Abreu, porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, explicou à Lusa que cerca das 14:00 uma carrinha de uma equipa que patrulhava o bairro da Cova da Moura, no mesmo concelho, foi atingida por uma pedra atirada por um jovem de um grupo de cerca de dez pessoas.

Um polícia sofreu ferimentos ligeiros, no rosto e nos braços, e foi transportado para o Hospital de Amadora-Sintra, e o jovem, de 24 anos, foi levado para a esquadra de Alfragide. A polícia chegou a disparar um tiro de shotgun para o ar para dispersar o grupo, referiu a mesma fonte.

Na sequência da detenção, os restantes jovens, com idades entre os 23 e 25 anos, «tentaram invadir» a esquadra, tendo sido disparado um novo tiro para o ar, segundo a PSP. Foram detidos cinco elementos do grupo e os restantes fugiram.

«Os detidos foram transportados para o hospital e o primeiro [detido na Cova da Moura] também já lá tinha ido», afirmou uma fonte da PSP, que adiantou tratarem-se de ferimentos ligeiros em consequência de terem «resistido à detenção».

Mamadou Ba, do movimento SOS Racismo, contou que, pelas 18:45, os detidos foram transportados de ambulância para o Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) e que «três deles estavam muito maltratados», disse, ouvido pela Lusa.