«No decorrer de análises realizadas à qualidade das águas nos balneários e nas torres de refrigeração na área industrial de Neves-Corvo foi detetada a presença de colónias de ‘legionella’ nas amostras colhidas nos balneários junto à lavaria de zinco», refere o comunicado da sociedade mineira enviado para a agência Lusa.