A probabilidade de um obeso voltar ao peso normal é de apenas um em 210 homens e uma em 124 mulheres, de acordo com um estudo publicado no American Journal of Public Health.

Os investigadores concluíram que no casos mais graves, perder o excesso de peso num ano é ainda mais improvável, sublinhando que as atuais estratégias para ajudar estes pacientes não estão a resultar.

A investigação analisou o peso de quase 279 mil pessoas entre 2004 e 2014. Foram excluídas do estudo as pessoas que fizeram cirurgia para reduzir o peso.

Durante o estudo, 1.283 homens e 2.245 mulheres conseguiram voltar ao peso normal.

Para as pessoas obesas (com um índice de massa corporal entre 30 e 35), a probabilidade anual de emagrecer era de um para 210, no caso dos homens, e de uma para 124, no caso das mulheres.

Em indivíduos com obesidade mórbida, a probabilidade é menor: um para 1.290 no caso dos homens e uma e 677 mulheres.

Os números são mais animadores nos casos de perda de 5% do peso: um em cada 12 homens e uma em cada 12 mulheres foi capaz de o fazer ao longo de um ano, ainda que muitos tenham voltado a ganhar o peso perdido no espaço de cinco anos.