As universidades privadas portuguesas perderam um quarto dos alunos, só em três anos. No total, saíram mais de 20 mil estudantes. A saída dos estudantes acabou por levar ao despedimento de mais de 1700 professores. Os números são avançados hoje pelo «Diário económico».

As dificuldades económicas são a principal causa apontada pelas instituições privadas, para o abandono universitário, no entanto, também existe uma ligação à quebra demográfica.



A par desta situação, nestes últimos três anos, as universidades públicas registaram uma perda de apenas 1,2 por cento dos alunos.