A GNR anunciou esta quinta-feira a apreensão de 1.500 quilogramas de haxixe junto ao rio Guadiana, numa operação conjunta entre o destacamento de Controlo Costeiro de Olhão da GNR e o serviço marítimo da Guardia Civil espanhola.

Em comunicado, a GNR adiantou que apreendeu duas embarcações e que deteve um homem, que ainda tentou fugir às autoridades em direção a águas espanholas.

A operação desencadeou-se quando militares do subdestacamento de Controlo Costeiro de Vila Real de Santo António detetaram movimentos suspeitos a aproximadamente três milhas a Sul da foz do Rio Guadiana.

Quando os militares se aproximavam do local, o condutor da embarcação suspeita tentou fugir e a GNR informou o serviço marítimo de Huelva da Guardia Civil, que rapidamente disponibilizou os seus meios para o local, intercetando a embarcação.

Também no Algarve, a GNR anunciou hoje a detenção, na quarta-feira, de um proprietário de uma oficina em Algoz, Silves, que estava a ser alvo de fiscalização, por suspeitas de tráfico de droga e posse ilegal de armas.

Segundo a GNR, durante a ação de fiscalização à oficina foram apreendidos dez pés de canábis em fase de crescimento, colocados em pequenos vasos, e dois moinhos para triturar a droga.

O homem, de 35 anos de idade, tinha ainda uma espingarda caçadeira e três armas brancas, além de diversas munições.

Os militares do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR multaram também o homem por derrame de óleo no solo e armazenamento não licenciado de resíduos, infrações punidas com coima mínima de 20.000 euros.