Uma aldeia no concelho do Crato, no distrito de Portalegre, tem sido “invadida” no último ano por dezenas de vacas, à solta, alertou, nesta quinta-feira, o autarca local, exigindo uma solução para o problema.

Os bovinos, que "invadem também, com frequência, vias públicas e terrenos agrícolas" junto à aldeia de Monte da Pedra, foram retirados ao proprietário em 2015 e “perdidos a favor do Estado".

As vacas continuam nas estradas e a entrar na aldeia. Continua o sobressalto, pois as pessoas têm medo, receio de viajar e de sair à rua”, relatou o presidente da Junta de Freguesia de Monte da Pedra, Marco Mendonça.

Observando que as estradas da zona “estão marcadas com travagens” de automóveis, por causa dos bovinos que permanecem com frequência nas vias públicas, o autarca indicou que "os animais, sem controlo sanitário, aparecem em todo o lado em busca de comida".

Marco Mendonça lembrou que a situação se mantém há mais de um ano e que os bovinos foram, entretanto, retirados ao proprietário e entregues aos cuidados da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

Contactada hoje pela Lusa, fonte da DGAV explicou que os animais, “cerca de 300”, foram retirados ao proprietário na sequência de “reiterado abandono", “falta de condições de contenção” e “ausência de cumprimento de planos sanitários” na exploração agrícola.

Depois, segundo a mesma fonte, foram realizadas “diversas e continuadas” operações de captura, mas apenas foram apreendidos “menos de 30 animais”.

A DGAV alega não possuir condições de acesso à propriedade, cuja titularidade foi “reivindicada por um familiar” do produtor em nome do qual estavam registados os animais.

“Por essa razão, os bovinos têm sido carregados em pequenos grupos, tendo em conta que se trata de animais de grande porte, que deambulam fora dos limites da propriedade”, explicou.

Os serviços de apoio jurídico da DGAV estão a desenvolver diligências no sentido de obterem permissão para intervir dentro dos limites da propriedade, estando também a ser preparada uma nova ação de captura.