A Polícia Judiciária de Setúbal deteve um homem suspeito de furto de arte sacra do século XVII e do século XVIII, em duas igrejas de Alcácer do Sal, em julho e agosto do ano passado. A detenção foi anunciada esta quinta-feira.

O arguido, de 36 anos, que está indiciado por furto qualificado de diversas peças de arte sacra, devidamente classificadas e catalogadas, terá praticado os crimes com a ajuda de outro indivíduo que ainda não foi localizado pelas autoridades, refere, em comunicado, a Judiciária de Setúbal.

A operação policial, que culminou com a detenção do primeiro arguido, na sequência de duas buscas domiciliárias, contou com a colaboração da GNR de Grândola.

O arguido já detido foi presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa, de prisão preventiva.

A Polícia Judiciária de Setúbal vai prosseguir as investigações para tentar localizar o outro suspeito e identificar os recetadores de grande parte dos objetos de arte sacra furtados de duas igrejas de Alcácer do Sal.