A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta segunda-feira a detenção de cinco pessoas suspeitas de se dedicarem ao tráfico de estupefacientes na ilha Terceira, nos Açores, tendo apreendido 12 quilogramas de pólen de haxixe.

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ informa que na sequência da operação policial, na qual foram cumpridos vários mandados de busca domiciliária, além da droga, “suficiente para cerca de 24.000 doses individuais”, foram apreendidos mais de 30 mil euros, viaturas e diversos equipamentos de comunicações.

Os arguidos, três homens e duas mulheres, com idades entre os 25 e os 48 anos, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo sido aplicadas a três deles as medidas de coação de prisão preventiva e domiciliária, refere o comunicado.

Fonte da PJ adiantou à Lusa que a investigação decorria “há cerca de um ano”, tendo toda a droga sido apreendida naquela ilha, onde “de há vários anos a esta parte não há indicação de uma apreensão desta quantidade”.

A mesma fonte informou que entre o grupo agora desarticulado havia alguns “referenciados policialmente pelo mesmo tipo de crime”, esclarecendo que, além da “ligação de negócios”, havia “relações de amizade” entre elementos.

“As apreensões indiciam que se tratava já de uma atividade reiterada”, esclareceu o responsável da PJ.