A Divisão de Segurança Aeroportuária do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP deteve este ano 55 motoristas de táxi por suspeita do crime de especulação, informou hoje a força de segurança.

Durante 2014, a Polícia de Segurança Pública (PSP) tem realizado, segundo um comunicado da força policial, um «esforço constante no combate a este crime praticado por alguns motoristas de táxi, pelo prejuízo» que este comportamento representa para a economia, mas também para a imagem do país junto dos turistas.

A PSP aconselha os utilizadores dos táxis a só pagarem a importância que marca o taxímetro e a exigirem sempre fatura, atitudes que podem contribuir para dissuadir a prática deste crime.

O Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, através da Divisão de Segurança Aeroportuária, anunciou ainda ter detido hoje, «em flagrante delito», um motorista de táxi de 49 anos, pela prática do crime de especulação, e referiu ter apreendido o veículo.

O suspeito transportou um turista do aeroporto de Lisboa para uma unidade hoteleira, na zona da Praça dos Restauradores, e pediu 25 euros, quando o serviço prestado correspondia a 11,35 euros, explica a PSP.

O detido vai ser presente nos Juízos de Pequena Instância Criminal de Lisboa, para julgamento sob a forma sumária.