A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou esta terça-feira a detenção, em Sever do Vouga, de um programador informático suspeito de usar a rede social Facebook para seduzir e coagir menores.

Em comunicado, a PJ diz que o homem, de 25 anos, "selecionava e abordava as vítimas nas redes sociais, de forma predatória, por regra menores do sexo feminino, usando, para o efeito, perfis de utilizador fictícios".

"Estabelecida uma relação de confiança, aliciava-as a desnudarem-se perante uma 'webcam', a troco de contrapartidas monetárias elevadas, cujo pagamento protelava", diz o comunicado.


Numa fase posterior, segundo a PJ, o suspeito "coagia as menores, sob a ameaça de divulgação na Internet das fotografias íntimas obtidas através daquele 'modus operandi', obrigando-as a despirem-se e a exibirem a zona genital".

A investigação surgiu na sequência de denúncia do aliciamento de uma menor, de 14 anos, através da rede social Facebook.

Entretanto, foram identificadas pelo menos mais duas vítimas, uma delas coagida a encontro pessoal com o suspeito para manterem relacionamento sexual.

Na sequência de uma busca à casa do suspeito, numa freguesia do concelho de Sever do Vouga, foram aprendidos dois computadores usados na atividade delituosa.

O detido, que está indiciado pela prática dos crimes de pornografia de menores e de coação agravada, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.