Um homem de 52 anos foi detido esta terça-feira pela PSP de Abrantes, por suspeitas da prática de crimes de violência doméstica e posse de arma proibida, com as autoridades policiais a argumentarem a «existência de perigo iminente para a vida da vítima». Isto pelo facto de o agressor, ex-companheiro, «a ter perseguido munido de arma de fogo».

A investigação realizada pelas Brigadas de Investigação Criminal, inserida no programa de combate e prevenção de crimes de violência doméstica, culminou com a realização de uma busca domiciliária e uma busca em viatura na localidade de Abrançalha, em Abrantes, revela um comunicado da o comando distrital de Santarém.

No decorrer da ação policial foram apreendidas duas armas e várias munições, entre elas uma arma de fogo, marca «Pietro Beretta», calibre 7.65mm, com dois carregadores municiados. Esta arma é, de resto, de uso restrito das forças armadas e de segurança.

O suspeito ficará detido até ser presente a primeiro interrogatório judicial no tribunal de Santarém, o que acontecerá na quarta-feira, para aplicação de medidas de coação.