A área de serviço da Mealhada, no sentido norte-sul da auto-estrada A1, mantém-se encerrada na sequência do despiste de uma viatura, esta terça-feira, que vitimou mortalmente uma pessoa e feriu outras quatro, declarou esta quarta-feira, à Lusa, fonte da petrolífera BP.

«Para já, não vai reabrir, está isolada e entregue às autoridades, enquanto decorrem as averiguações», assegurou à Lusa fonte da BP Portugal, concessionária do posto de combustível.

O acidente ocorreu ao final da tarde de terça-feira, quando uma viatura entrou na área de serviço da Mealhada e se despistou, embatendo num veículo que estava estacionado e entrando nas instalações da loja de conveniência.

A vítima mortal é um homem que supostamente estava a levantar dinheiro quando foi colhido por uma viatura, disse, ontem, fonte dos bombeiros.

Segundo a fonte da BP, a área de serviço deverá reabrir «depois de feitas as obras necessárias», embora não exista um prazo definido: «Esperamos que seja num curto espaço de tempo», frisou.

Para além da vítima mortal, do acidente resultaram quatro feridos, três dos quais necessitaram de tratamento hospitalar e foram transportados aos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC).

Fonte da unidade hospitalar informou que um dos feridos mais graves, que viajava na viatura acidentada, encontra-se internado com um traumatismo crânio-encefálico «em coma profundo e com prognóstico reservado».

Um segundo ocupante da viatura está igualmente internado, «estável e com prognóstico favorável».

Já o funcionário da loja de conveniência teve alta hospitalar na madrugada de hoje, declarou a fonte dos HUC.