Quatro pessoas arguidas no desaparecimento de Madeleine McCann foram ouvidas esta terça-feira de manhã pela Polícia Judiciária (PJ) de Faro. O pedido partiu da Scotland Yard.

A TVI sabe que, entre os suspeitos, está Sergei Malinka, um cidadão russo que chegou a ser investigado pela PJ em 2007. Malinka é amigo de Robert Murat, ex-arguido que agora a polícia inglesa deixa fora do processo.

Os investigadores britânicos também apontam baterias a um ex-motorista do Ocean Club e a um morador da Praia da Luz doente psiquiátrico que deixou de ser visto nos dias seguintes ao desaparecimento de Maddie.

Finalmente, o quarto suspeito é um jovem residente na Praia da Luz.

Em comum os suspeitos têm o facto de residirem na Praia da Luz e de contactarem entre si em maio de 2007, altura em que Maddie desapareceu. Suspeitos para a polícia britânica, mas irrelevantes para a Polícia Judiciária, que os ouviu no processo de 2007.

Além dos quatro arguidos, a carta rogatória da polícia inglesa também pede a inquirição de 11 testemunhas. A maioria ex-funcionários do Ocean Club. Algumas já ouvidas no inquérito português. O Ministério Público autorizou as diligências e remeteu as cartas à PJ de faro para que cumpra o que é pedido.

A Scotland Yard está de volta à Praia da Luz. Com ela vieram também cães pisteiros. Não se sabe ainda se para novas ações de busca.