Um prédio situado no Largo do Mastro, Lisboa, ruiu este domingo parcialmente, mas não há feridos a registar uma vez que se encontrava devoluto, disse hoje à Lusa fonte dos Sapadores Bombeiros.

Segundo a mesma fonte, eram 11:50 quando parte da fachada do edifício, de quatro pisos e com águas furtadas, ruiu, tendo os sido chamados ao local e decidido encerrar o trânsito numa das ruas adjacentes, devido à instabilidade da parte lateral do prédio.

O prédio, que pertence à Câmara Municipal de Lisboa (CML), estava a receber obras de beneficiação, tendo as grades anteriormente colocadas diante do edifício, evitado que alguém tivesse ficado ferido com a derrocada parcial.

Algumas das viaturas estacionadas na rua do Saco, situada numa das partes laterais do prédio, foram retiradas como medida de prevenção contra uma eventual nova derrocada do edifício que é muito antigo, noticia a Lusa.