A Zara, marca do grupo têxtil espanhol Inditex, tem um cartaz afixado nas lojas em que pede aos clientes que devolvam um colar vendido pela marca, cuja composição representa um perigo para a saúde. O colar contém cádmio, um metal pesado com efeitos tóxicos nos organismos vivos, mesmo em concentrações muito pequenas. A União Europeia ordenou a retirada do produto do mercado por “risco sério“.

“O produto contém cádmio (valor medido: até 90% em peso). O cádmio é prejudicial para a saúde humana, porque se acumula no corpo e pode danificar os órgãos e/ou causar cancro. O produto não está em conformidade com o Regulamento REACH”, pode ler-se no comunicado.

O colar foi fabricado na Índia e a composição refere os metais zinco (60%), cobre (15%), ferro (5%) e, também, vidro (20%).

O alerta chegou à Comissão Europeia vindo da Noruega, que denunciou o produto ao RAPEX (The Rapid Alert System for Non-Food Products), o sistema de troca rápida de informação da União Europeia para produtos de consumo perigosos e de defesa do consumidor. O sistema não abrange produtos alimentares, farmacêuticos e medicamentos, mas é válido para informações sobre produtos como roupas, calçado, cosméticos, brinquedos ou joias e bijuterias com ingredientes potencialmente nocivos.