As eleições legislativas de 4 de outubro têm um custo para o Estado de cerca de 8,5 milhões de euros, que se destinam maioritariamente ao pagamento dos membros das mesas de voto e tempos de antena.

O secretário-geral adjunto da Administração Eleitoral, Jorge Miguéis, avançou à agência Lusa que a organização das eleições legislativas custa ao Estado cerca de 8,5 milhões de euros, sendo as verbas “mais significativas o pagamento aos membros das mesas eleitorais e as indemnizações às estações de rádio e televisão pela emissão dos tempos de antena”.

No caso das mesas de voto, Jorge Miguéis especificou que existem cerca de 11.800 mesas de voto espalhadas pelo país, compostas por cinco membros, que vão receber 50 euros cada um.

Os presidentes das câmaras municipais definem os locais onde são instaladas as mesas de voto.

Mais de nove milhões de eleitores residentes em território nacional e no estrangeiro são chamados a votar nas eleições de 04 de outubro para escolher 230 deputados.

A estas legislativas concorrem 16 forças políticas, das quais três são coligações e as restantes 13 partidos.