O Tribunal de Portimão iniciou esta terça-feira o julgamento de 23 arguidos, acusados de pertencerem a uma rede que se dedicava entre outros crimes, à extorsão de imigrantes do Leste da Europa, refere a Lusa.

A primeira sessão do julgamento decorreu no Tribunal de Portimão, com a leitura da acusação, e a próxima audiência está já agendada para quarta-feira, às 09:15.

Os arguidos, 22 do Leste da Europa e um português, estão acusados de vários crimes, entre eles, associação criminosa, extorsão, corrupção, burla e furtos.

Segundo o Ministério Público, a alegada rede, desmantelada em Julho de 2007 pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), extorquia dinheiro que era colocado num fundo comum, denominado «obshak», com ligações a máfias do leste, chefiadas por um cabecilha preso na Moldávia.

De acordo com a acusação, a extorsão era feita mediante ameaças e represálias sobre os imigrantes.