A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, esta quinta-feira, a detenção em Leiria de um homem de 35 anos pela presumível autoria dos crimes de detenção de arma proibida e de sequestro agravado, de que foi vítima a sua companheira.

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ informa que «deteve um homem pela presumível autoria da prática de um crime de sequestro, perpetrado com recurso a arma de fogo, ocorrido no início do passado mês de fevereiro, na cidade de Leiria, de que foi vítima a sua companheira».

«Nas diligências de recolha de prova, cuja materialização contou com a colaboração da PSP de Leiria, foi apreendida uma pistola, que se presume ter sido a arma usada na prática do crime, bem como uma pequena porção de produto estupefaciente (cocaína)», informa o comunicado.

Presente a primeiro interrogatório judicial, o juiz de instrução criminal determinou que o arguido aguardasse o desenrolar do inquérito em prisão preventiva.

Fonte da Secção Regional de Combate ao Terrorismo e Banditismo, sediada na Diretoria do Centro da PJ, disse à agência Lusa que a vítima «tinha estado sequestrada em casa e quando teve oportunidade refugiou-se numa residencial», onde o arguido a acabou por descobrir.

«É da residencial que dão o alerta [às autoridades]», adiantou a mesma fonte.

Segundo a PJ, o detido, vendedor ambulante, já esteve preso por tentativa de homicídio e tem antecedentes por ofensas à integridade física, tráfico de estupefacientes e detenção de arma proibida, e encontrava-se em liberdade condicional.

A PJ acrescentou que “a PSP de Leiria tinha já um processo por violência doméstica” relativo a este arguido.