Em Faro, um homem de 42 anos incendiou a casa onde vivia com a mulher e o enteado. O homem aproveitou a ausência da mulher para agredir violentamente o jovem de 16 anos. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Há dois meses que o casal vivia na casa nos arredores de Faro. Na tarde desta segunda-feira, enquanto a mulher estava a trabalhar, o filho de 16 anos e o padrasto envolveram-se numa azeda troca de palavras que culminou com o menor a ser agredido violentamente.

Com o jovem inconsciente, o agressor de 42 anos dirigiu-se à entrada da casa onde começou por atear fogo ao automóvel da companheira, à motorizada do enteado e depois à própria habitação. Foi já com a casa em chamas que o jovem recuperou a consciência, conseguiu fugir e pedir socorro.

Entretanto, no interior da casa o homem tentou acabar com a própria vida. Terá utilizado uma arma de fogo e uma arma branca. Agressor e agredido foram transportados para o Hospital de Faro. Apesar de ser uma relação recente, tudo parecia indicar um ambiente familiar normal.

No local estiveram elementos da Polícia Judiciária que está agora a investigar o caso.