A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) vai propor ao Governo a criação de um plano de prevenção de acidentes com tratores e máquinas agrícolas, para travar uma “verdadeira tragédia” que vitima cerca de 50 pessoas por ano.

A CNA considera, num comunicado, que os acidentes com maquinaria agrícola “são um dos piores problemas da agricultura familiar portuguesa”, mas não são uma “uma fatalidade incontrolável”.

Lembrando que a Assembleia da República já aprovou uma resolução com indicações claras sobre o que devia ser feito no domínio da prevenção, a CNA lamenta a “falta de iniciativa governamental” e avança com algumas propostas.

Entre estas contam-se campanhas de alerta e sensibilização, programas de formação e de aconselhamento, programa extraordinário de renovação e reequipamento das explorações agrícolas familiares, rastreio e acompanhamento médico de manobradores, prevenção de outros acidentes como a inalação de gases em depósitos de líquidos ou aplicação de produtos químicos, etc.

De acordo com o mesmo comunicado enviado à Lusa, a CNA pretende desenvolver esta proposta em colaboração com outras organizações e entidades públicas e privadas.