Portugal recebeu até agora 555 refugiados no âmbito do programa de recolocação de pessoas que estão em campos na Grécia (372) e Itália (183), segundo dados divulgados esta quarta-feira pela Comissão Europeia.

No total, até dia 27 de setembro, e um ano após a entrada em vigor do sistema, foram recolocados 1.196 refugiados que estavam em Itália e 4.455 na Grécia, num total de 5.651 pessoas.

A França foi o país que mais pessoas acolheu, até agora, oriundas da Grécia (1.721) e a Finlândia recebeu o maior número de recolocações de Itália (260).

Em setembro, segundo a ‘Comissão Juncker’, conseguiu chegar-se a um recorde de 1.202 recolocações em setembro, o que atribui à aceleração do processo de registo dos candidatos a asilo na Grécia.

Com o aumento da capacidade do Serviço de Asilo grego e se os Estados-membros aumentarem os seus esforços, Bruxelas espera que durante o próximo ano possam ser distribuídas até 30 mil pessoas.

Já no que respeita ao programa de reinstalação de pessoas que estão em campos fora da UE, Portugal recebeu 12 pessoas.