A Comissão Europeia pediu a todos os governos nacionais que lancem campanhas publicitárias alertando os viajantes para a facilidade com que estes se podem dirigir ao número de emergência 112, foi hoje divulgado em Bruxelas.

A comissária europeia para a Agenda Digital, Neelie Kroes, escreveu aos responsáveis de todos os Estados-membros para que promovam o número 112 em campanhas especialmente direcionadas aos viajantes.

«Preocupa-me que os cidadãos estejam tão mal informados sobre um tão importante serviço básico e que os governos nacionais nada façam acerca disso», disse a comissária.

Bruxelas pede ainda que seja melhorado o sistema de localização das chamadas para o 112, um número gratuito em toda a União Europeia.

Segundo dados da Comissão, 49% dos cidadãos da UE não sabem que podem usar o 112 em caso de emergência e que em todos os Estados-membros o podem fazer em inglês.

Chamadas em francês são atendidas em 14 países (para além da Bélgica, França e Luxemburgo): Alemanha, Bulgária, Eslováquia, Espanha, Finlândia, Grécia, Holanda, Irlanda, Itália, Lituânia, Noruega, Polónia, República Checa e Roménia.

Os operadores do 112 também atendem em alemão na Bulgária, Eslováquia, Espanha, Finlândia, Holanda, Hungria, Itália, Lituânia, Noruega, Polónia Roménia e República Checa (apara além da Alemanha, Áustria, Bélgica e Luxemburgo, onde é língua oficial).