Durante as escavações arqueológicas numa zona aborígene do oeste da Austrália foi encontrada uma pérola natural rara, com 2 mil anos. A pérola foi descoberta por uma equipa de cientistas da Universidade de Wollong, que garantem que esta é a primeira a ser encontrada na ilha-continente.

“As pérolas naturais são muito raras e nunca antes tínhamos encontrado uma”, afirmou a arqueóloga Kat Szabo, especialista em estudos de conchas e moluscos.  


A pérola foi descoberta na costa de Kimberly, na Austrália Ocidental, e apresenta uma forma quase esférica, medindo perto de 5 milímetros de diâmetro. À forma redonda quase perfeita junta-se o pigmento rosa e dourado. A idade foi confirmada através de raio-X e de comparação com pérolas cultivadas.

As ostras que produzem as pérolas ocupavam um lugar de destaque nas culturas indígenas da Austrália Setentrional, sendo usadas nos rituais para pedir chuva. No entanto, as pérolas em si nunca tiveram um lugar de destaque nestas culturas.

O achado deverá ser exposto no museu marítimo de Perth, a partir deste mês, na capital da Austrália Ocidental.