A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu um alerta à população devido ao agravamento do estado do tempo com chuva e vento fortes até ao final desta quarta-feira, recomendando a adoção de comportamentos defensivos.

Em comunicado publicado na sua página na Internet, a ANPC alerta, com base em informação transmitida pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para o agravamento do estado do tempo, prevendo-se precipitação intensa, podendo atingir valores de 10-20 milímetros/hora, incidindo em particular nas regiões do litoral centro-sul.

De acordo com o ANPC, está também previsto vento moderado a forte de sudoeste com rajadas que podem atingir os 70/80 quilómetros/hora, existindo também condições de fenómenos extremos de vento, com maior probabilidade nos distritos de Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro.

Devido à previsão de mau tempo, a ANPC aconselha a população a ter cuidados com o piso rodoviário escorregadio, com a possibilidade de inundações rápidas em meio urbano, inundações por transbordo de linhas de água nas zonas históricas e em estruturas suburbanas.

A ANPC recomenda também cuidado com eventuais danos em estruturas montadas ou suspensas, com a possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte.

Para minimizar os possíveis efeitos do mau tempo, a ANPC pede à população que adote comportamentos defensivos como garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, uma condução defensiva, não atravessar zonas inundadas e ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas.

Também a Câmara Municipal de Lisboa emitiu para hoje um aviso à população na sequência do mau tempo previsto para a cidade, com chuva e vento fortes, até ao final do dia.

Em comunicado emitido na terça-feira, autarquia recomenda à população algumas medidas que devem ser tomadas pela população, como a redobrada atenção nas estradas, devido à formação de lençóis de água, e o afastamento de zonas arborizadas, para evitar acidentes resultantes de quedas de árvores.

A 22 de setembro e 13 de outubro passado, chuvas fortes provocaram inundações em várias zonas de Lisboa, deixando carros submersos e lojas e esplanadas danificadas.

O IPMA emitiu hoje um aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, para os distritos de Leiria, Lisboa, Setúbal, Santarém, Évora, Beja e Faro entre as 09:00 e as 18:00 de hoje.

A previsão de mau tempo levou também o IPMA a emitir aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Viseu, Coimbra, Castelo Branco, Guarda, Portalegre, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro devido à previsão de chuva persistente, trovoadas e vento forte entre as 12:00 de hoje e as 00:00 quinta-feira.

Também a Madeira vai estar sob aviso amarelo entre as 10:00 e as 17:00 de hoje sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes e acompanhados de trovoada.

O aviso laranja é emitido quando o IPMA considera que a situação meteorológica implica um risco moderado a elevado, enquanto o amarelo identifica risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.