A Polícia Judiciária (PJ) anunciou  a detenção no concelho de Celorico da Beira de um homem e de uma mulher suspeitos da "prática continuada" de lenocínio e de abusos sexuais de uma menor.

Segundo um comunicado do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, os dois detidos, sendo a mulher a mãe da vítima, são "fortemente suspeitos da prática continuada, desde há aproximadamente dois anos, dos crimes de lenocínio e de abuso sexual agravado de uma menor, atualmente com 13 anos".

"Os abusos foram cometidos por um homem de 58 anos, com favorecimento por parte da progenitora da menor, de 44 anos, que para esse efeito a fazia deslocar regularmente à residência daquele", explica a nota.


A PJ refere que os detidos "são ainda suspeitos da prática de atos da mesma natureza em relação a uma irmã mais velha daquela menor, hoje já com 21 anos".

Fonte policial adiantou à agência Lusa que a vítima "está grávida de 32 semanas" e que se encontra internada numa unidade hospitalar para acompanhamento clínico.

Posteriormente, "em princípio, irá para uma instituição de acolhimento", admitiu.

A mesma fonte adiantou que os alegados abusos foram cometidos pelo homem, reformado, com o favorecimento da mãe da menor, doméstica, "a troco de dinheiro e de bens alimentares".

Os detidos foram presentes ao Tribunal de Celorico da Beira para primeiro interrogatório judicial, ficando ambos sujeitos à medida de coação de prisão preventiva.