A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) escolheu o tema «a educação para o risco» para assinalar este domingo o Dia da Proteção Civil, tendo em conta a importância das escolas na preparação dos jovens em situações de catástrofes.

O Dia da Proteção Civil, que se assinala todos os anos a 1 de março, foi instituído, mundialmente, pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC) e, em Portugal, foi criado por despacho do ministro da Administração Interna

Este ano, para assinalar a data, a ANPC escolheu o tema «a proteção civil e a educação para o risco», com o objetivo de sublinhar «o papel fundamental e estruturante que o ambiente escolar tem na implementação de mecanismos que conduzem a cidadãos melhor preparados, a sociedades mais resilientes, à minimização nos custos das catástrofes quer no âmbito humano, quer no âmbito económico».

De acordo com a ANPC, as escolas são lugares indicados para a criação «de uma cultura de prevenção e resiliência face aos desastres», onde se pode criar conhecimento sobre os riscos, além de ensinar e treinar as crianças e jovens sobre os comportamentos a adotar perante situações de maior gravidade.

A ANPC considera que a «educação para o risco» encontra no espaço da escola um campo vasto de trabalho e desenvolvimento, podendo as crianças e jovens «ser importantes agentes de mudança, não só pela aquisição de competências, mas como transmissores à sua família de uma cultura de prevenção», e «parceiros poderosos dos agentes institucionais de proteção civil».

Nesse sentido, a ANPC apresenta, na segunda-feira, quando realiza uma cerimónia comemorativa do Dia da Proteção Civil, o «Referencial da Educação para o Risco», projeto realizado em conjunto com o Ministério da Educação e Ciência.

O «Referencial de Educação para o Risco», que vai estar em breve em consulta pública, é um documento que tem como objetivo inserir nos currículos escolares matérias do âmbito da proteção civil e da redução dos riscos.

A sessão evocativa do Dia da Proteção Civil, que se realizar na sede da ANPC, em Carnaxide, será presidida pela ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues.

Em todo o país, os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) da ANPC vão assinalar a data com várias iniciativas, promovendo simulacros, exposições e jornadas de reflexão alusivas à temática «a proteção civil e a educação para o risco».