Um homem de 53 anos e uma mulher de 35 foram detidos pela prática, em Cascais, dos crimes de roubo, sequestro e burla sobre um homem que mantinha relacionamento íntimo com a suspeita.

Segundo a Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária (PJ), os detidos estão "fortemente indiciados" pelos crimes de "roubo, sequestro e burla informática e nas telecomunicações".

A vítima foi um homem que "mantinha um relacionamento íntimo consentido" com a mulher e que, no sábado, se deslocou a casa dela, onde estava o outro suspeito.

Nessa altura, foi-lhe exigido "pagamento por um ato de natureza íntima, facto nunca acontecido até então". Acabou por ser agredido e sequestrado, porque não tinha dinheiro.

O homem foi então forçado, sob ameaça de armas brancas, a deslocar-se à sua residência. Aí, o casal roubou-lhe "objetos valiosos" e  orbigou-o ainda a fazer diversos levantamentos com o cartão multibanco, no total de 800 euros.

Os dois suspeitos deixaram-no e foram fazer compras em dois centros comerciais, usando o cartão de crédito da vítima.

A PJ, na sequência das investigações, recuperou os objetos roubados e adquiridos a crédito, parte do dinheiro levantado no multibanco e as armas usadas pelos suspeitos, que vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial.