A Casa dos Bicos, em Lisboa, sede da Fundação José Saramago (FJS), tem entrada livre esta quarta-feira, celebrando o 16.º aniversário da entrega do Prémio Nobel da Literatura ao autor de «Memorial do Convento».

Esta quarta-feira, data em que também se assinala o Dia Internacional dos Direitos Humanos, efeméride à qual se associa a Fundação, «os visitantes receberão cópias do discurso proferido pelo escritor em Estocolmo», afirma em comunicado a FJS.

Os visitantes poderão ainda «ouvir, durante todo o dia, no auditório [da fundação], os 14 temas do CD/Livro, ‘A Viagem do Elefante’, um trabalho de Luís Pastor e d'A Cor da Língua, da ACERT [Associação Cultural e Recreativa de Tondela], a partir dos poemas de José Saramago».

Às 17:00, o presidente do conselho de curadores da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico, José Miguel Noras, apresentará o livro «Centros Históricos Portugueses» e, às 18:30, a Andante Associação Artística apresentará o espetáculo «Quem quer ser Saramago».

Este espetáculo constitui «uma obra lúdica construída a partir das palavras do escritor português», lê-se no mesmo comunicado que a Lusa cita.

No dia 10 de dezembro de 1998, José Saramago recebeu o Prémio Nobel da Literatura, tornando-se o primeiro escritor de Língua Portuguesa a receber este galardão.

José Saramago, falecido em junho de 2010 na ilha espanhola de Lanzarote, publicou, entre outras obras, «A Jangada de Pedra», «Levantados do Chão», «O Ano da Morte de Ricardo Reis», «O Homem Duplicado», «Ensaio sobre a Cegueira» e o romance inicial «Clarabóia», editado postumamente, em 2011.

Também postumamente foi editado, em setembro último, o romance inacabado «Alabardas, alabardas, Espingardas, espingardas».

Além do Nobel, o autor foi distinguido com vários prémios nacionais e internacionais, como o Grande Prémio de Novela e Romance da Associação Portuguesa de Escritores e o Prémio Camões.

A iniciativa coincide com a entrega dos prémios Nobel 2014, em Estocolmo e Oslo (Nobel da Paz), entre os quais o escritor francês Patrick Modiano.