José Magalhães, ex-secretário de Estado do governo de Sócrates, já reagiu à acusação de peculato pelo uso indevido de cartões de crédito, afirmando que só irá falar do caso "em devido tempo".

Todas as declarações serão feitas na sede própria e em devido tempo", disse José Magalhães, em declarações à TVI. 

Em causa, está a acusação do Ministério Público, conhecida esta terça-feira, em que o ex-governante é acusado de ter usado cartões de crédito do Estado na compra de livros e revistas.