O Conselho Superior da Magistratura (CSM) vai analisar a entrevista do juiz Carlos Alexandre, transmitida na passada quinta-feira pela estação de televisão SIC. Segundo fonte ligada àquele órgão de regulação da atividade dos juízes adiantou à Agência LUSA, o caso será avaliado no próximo plenário do CSM, marcado para 27 de setembro, às 10:30.

Na entrevista, algumas das declarações do juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal, que se intitulou mesmo como "o saloio de Mação", provocaram ondas de choque. Carlos Alexandre, que tem em mãos alguns dos mais mediáticos casos de justiça, afirmou que se sentia “escutado”.

Ao dizer que “não tem dinheiros em nome de amigos”, nem “contas bancárias em nome de amigos”, as declarações foram geralmente interpretadas como referências ao processo que tem em mãos e que envolve o ex-primeiro ministro, José Sócrates.

Sócrates, num artigo publicado depois, acusou o juiz Carlos Alexandre de “abuso de poder” e adiantou ter indicado aos seus advogados “para apresentarem as respetivas queixas aos órgãos judiciais competentes”.