A GNR multou 690 condutores de veículos pesados de mercadorias, em 24 horas, no âmbito de uma operação de «fiscalização intensiva» a este tipo de transporte, indicou este sábado a corporação.

Um total de 1.100 militares da Guarda Nacional Republicana participou, na quinta-feira, na operação «pesados», tendo realizado ações de fiscalização nas vias mais críticas, nomeadamente onde se verifica um maior volume de tráfego de veículos pesados e onde existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal.

De acordo com a GNR, 4.117 condutores de veículos pesados foram fiscalizados durante a operação, tendo sido detetadas 690 contraordenações.

Na nota, a corporação avança que a maioria das multas foi por excesso de peso da carga transportada (122), falta de inspeção periódica obrigatória (32) e de acondicionamento e disposição da carga (24), condução sem cinto de condução (23) e 11 por uso do telemóvel durante a condução.

A Guarda Civil de Espanha também participou na operação através de ações conjuntas, que se realizaram nas fronteiras terrestres de Vilar Formoso e Caia.