Seis modelos em tamanho real de dinossauros que viveram há 150 milhões de anos vão, a partir de segunda-feira, ser colocados em diversas ruas da Lourinhã para promover a ‘capital dos dinossauros', anunciou hoje a câmara.

O maior dinossauro, o carnívoro tiranossauro rex, tem 13 metros de comprimento e quatro de altura e vai ficar exposto frente aos Paços do Concelho, enquanto o mais pequeno, um carnívoro alossauro juvenil, tem 2,90 metros de comprimento e 1,30 metros de altura e pode ser visitado no Posto de Turismo da vila, disse o vereador do planeamento estratégico, Vital do Rosário, à agência Lusa.

Os dinossauros do Jurássico Superior, período a que pertence a maior parte dos achados paleontológicos do concelho (distrito de Lisboa), vão ficar expostos até agosto.

Com a iniciativa, o município tem como objetivos "promover a Lourinhã como ‘capital dos dinossauros' e lançar o novo projeto museológico do Parque dos Dinossauros", cuja construção arrancou em janeiro e deverá abrir ao público no início de 2018.

"Estamos a cumprir os prazos previstos", afirmou em nota de imprensa Franz-Josef Dickmann, um dos promotores alemães, também detentores do Dinopark, um museu dos dinossauros localizado na cidade alemã de Münchenagen, e representante da empresa PDL, constituída para construir e gerir o Parque dos Dinossauros da Lourinhã.

Os seis modelos de dinossauros à escala real são os primeiros a chegar à Lourinhã dos cerca de 120 que o parque vai ter como uma das atrações turísticas.

O projeto museológico corresponde a um investimento de 3,5 milhões de euros, dos quais dois milhões são financiados por fundos comunitários já aprovados, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização - COMPETE 2020.

O Parque Jurássico da Lourinhã vai ocupar, numa primeira fase, dez dos 30 hectares do terreno onde funcionou a antiga lixeira municipal.

Contempla a construção de um edifício com área de exposição de achados paleontológicos, loja e laboratório de preparação de fósseis e de um parque ao ar livre, para exposição de mais de uma centena de modelos de dinossauro em tamanho real.

"O maior dinossauro terá um comprimento superior a 23 metros", adiantou Franz-Josef Dickmann.

Para o Turismo de Portugal, o Parque Jurássico da Lourinhã é um "projeto de características marcadamente diferenciadoras, tomando como base um recurso particularmente relevante do ponto de vista científico e histórico" - achados de dinossauros com 150 milhões de anos.

Para aquela entidade, o Parque dos Dinossauros da Lourinhã é visto como um projeto de "grande impacto para o desenvolvimento turístico da região", pela capacidade de atrair turistas e dinamizar a economia local.

O parque deverá receber por ano 200 mil visitantes.

Desde há dez anos que a Câmara Municipal ambiciona ter um novo museu, para dar a conhecer os achados paleontológicos.

Contudo, o projeto, cujas construção e abertura ao público chegaram a ser anunciadas várias vezes, tem vindo a ser adiado por falta de financiamento.

O atual museu, por ser exíguo e não ter dimensão para expor toda a coleção de fósseis de dinossauro, atrai por ano 25 a 30 mil visitantes.