Um antigo armazém do complexo industrial do Cachão, em Mirandela, incendiou-se este domingo. Trata-se de uma zona de armazenamento de toneladas de materiais de plástico.

Várias corporações de bombeiros de Mirandela e de Macedo de Cavaleiros estiveram no local, num total de 85 operacionais e 35 veículos. Segundo o CDOS de Bragança, o alerta foi dado pelas 19:00. O incêndio foi dominado apenas quatro horas depois, pelas 23:10.

A grande preocupação dos bombeiros foi que as chamas alastrassem para armazéns vizinhos, onde há uma unidade de transformação de castanha. 

Em causa, está material altamente inflamável, o que tornou a operação muito completa e morosa por parte dos bombeiros.

Não há populações em perigo.

Uma situação semelhante já tinha acontecido em 2013, noutro armazém do mesmo proprietário. No complexo, estão instaladas cerca de uma dezena de empresas, incluindo um matadouro, que empregam perto de uma centena de pessoas.

O antigo Complexo Agroindustrial do Cachão recebeu o nome da aldeia onde está instalado e foi durante largos anos o principal empregador da região, mas acabou por falir.

Em 1993, as Câmaras de Mirandela e Vila Flor assumiram a administração do antigo complexo agora denominado AIN - Agro Industrial do Nordeste.

O complexo nunca regressou aos tempos áureos em que empregou mais de mil pessoas na transformação de produtos agrícolas.