«Bruxo de Fafe» faz «purificação» de magia negra

Aldeia de Castro Vicente assiste a ritual no sítio onde terá sido feita «magia negra»

Por: Redação / PB    |   22 de Abril de 2012 às 19:27
A aldeia de Castro Vicente, Mogadouro, viveu este domingo as cerimónias de «purificação» dos locais onde terão sido feitos atos de «magia negra», com sacrifício de animais.

Os vestígios têm sido encontrados pela população numa quinta agrícola situada nas proximidades da aldeia desde o dia 6 de Abril. A população supõe que se trata de rituais satânicos com cordeiros mortos, copos cheios de sangue, charutos, garrafas de champanhe ou pétalas de rosas.

Fernando Nogueira, conhecido com «bruxo de Fafe» juntou este domingo dezenas de moradores para participar nas «cerimónias de purificação» dos espaços. A medida foi aceite pela Junta de Freguesia.

«O Bruxo de Fafe ligou-me para casa dizendo-me que vinha à aldeia de forma gratuita para verificar o que foi feito, tudo por iniciativa dele, já que não foi chamado por ninguém da freguesia», explicou à Lusa António Valença, Presidente da Junta de Castro Vicente.

O autarca explica que as pessoas não sabem o que significam os vestígios encontrados e que o caso está a levantar muitas «interrogações na localidade».

Fernando Nogueira garante que os vestígios indicam que alguém, «através da magia negra», quer «fazer muito mal» a outra pessoa. «Eu vim a Castro Vicente com o intuito de destruir todo o ritual e fazer o retorno para quem o fez ou mandou executar, utilizando rezas e mesinhas por mim elaboradas».

Em cada um dos locais onde foram encontrados vestígios, estavam os cadáveres de dois cordeiros ou dois cabritos, charutos, velas, panos de seda, garrafas de champanhe e rosas, entre outros objetos.
Partilhar
FOTOGALERIA:
«Bruxo de Fafe» faz cerimónias de «purificação» (Francisco Pinto/LUSA)

«Bruxo de Fafe» faz cerimónias de «purificação» (Francisco Pinto/LUSA) EM CIMA: «Bruxo de Fafe» faz cerimónias de «purificação» (Francisco Pinto/LUSA)

COMENTÁRIOS