A família da brasileira morta na madrugada de quarta-feira, em Lisboa, alegadamente por disparos da PSP, afirma que não tem dinheiro para levar o corpo para o Brasil. A mãe de Ivanice Carvalho da Costa, de 36 anos, disse esperar que o Governo português se responsabilize por levar o corpo da filha para o Brasil.

A minha irmã ligou-me para falar que, para trazer o corpo para cá, eu ia ter que ter muito dinheiro. Eu ia ter que gastar, porque eles não pagavam de imediato esse dinheiro. Eu tinha de pagar, para depois receber deles e que a culpa era deles, porque foi homicídio. Que são sete policiais envolvidos”, disse a mãe da vítima, Maria Luzia Silva Carvalho da Costa, em declarações ao portal de notícias G1.

 

Queria que trouxessem o corpo para cá. Já que a culpa é deles, que a culpa é do Estado, queria que me mandasse a minha filha.”

De acordo com a mãe, Ivanice veio para mudou-se Portugal com 19 anos e trabalhava há 17 anos numa loja, no aeroporto de Lisboa. “Ela gostava de morar em Portugal. Eu sempre falava para ela ‘vem embora Nicinha, vem embora Nicinha’, e ela não vinha”, lembrou.

De acordo com Maria Luzia, o Governo português ainda não entrou em contato com a família no Brasil. Uma tia de Ivanice, irmã de Luzia, que mora em Portugal, é quem está a tratar da trasladação do corpo para o Brasil.

A família da vítima já entrou em contato com o Consulado-Geral do Brasil em Lisboa, que prestará o apoio cabível. A Embaixada acompanha atentamente o caso e aguarda novas informações a respeito do inquérito com vistas a determinar o curso de ação a ser tomado", disse a Embaixada do Brasil, em comunicado.